.
   :: História
   :: Títulos
   :: Símbolos
   :: Ídolos
   :: Esportes Amadores
   :: Lendas
 
   .: Patacoadas
   .: Entrevistas
   .: Downloads
   .: Links
   .: Charges
 
   .: A 3ª Maior do Brasil
   .: Pesquisas
   .: Feminino
   .: Mirim
   .: Famosos
   .: Eventos
   ::  Organizadas
 
 
 
 
 
São Paulo entra na reta final da disputa por Pato
26/03 - 23h53

A negociação por Alexandre Pato avançou e está na reta final. Existe uma expectativa por uma definição nos próximos dias, possivelmente entre esta quarta-feira e quinta-feira. São Paulo e Palmeiras são apontados como favoritos pelo jogador, que sonha em voltar a defender a Seleção e disputar a Copa do Mundo de 2022, no Qatar. O Santos também é citado nos bastidores, mas sem tanta força.
Pato rescindiu contrato com o Tianjin Tianhai, da China, e está livre. O atacante pagou cerca de 2,5 milhões de euros do próprio bolso para se desvincular do clube chinês e abriu mão de outro montante para voltar ao Brasil. Por questões pessoais, o atleta quer morar em São Paulo.

Diferentes pessoas ouvidas pela reportagem dizem querer uma definição o mais rápido possível, pois o andamento arrastado das conversas têm causado desgaste.

Veja abaixo o que o GloboEsporte.com sabe sobre o interesse dos clubes no atacante de 29 anos:

São Paulo
O Tricolor havia ficado otimista depois de uma conversa do técnico Cuca com Pato, mas recuou um pouco nesse sentimento pelo poder financeiro do rival Palmeiras. O nome do atacante divide opiniões na diretoria. Não há uma unanimidade, apesar do forte clamor da torcida.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, é o principal entusiasta da contratação do atacante e tem conversado frequentemente com Cuca. Os dois estão em sintonia sobre a negociação.

Tanto que o técnico deu aval para a diretoria do São Paulo seguir em frente na negociação por Pato, – à princípio o treinador não fazia questão da vinda de Pato – e ouviu a promessa de que o clube vai se esforçar para trazer outros reforços pedidos pelo treinador.

Por outro lado, nos bastidores do São Paulo há a ponderação de que Pato não tem exatamente o perfil buscado nos reforços. O nome do jogador surgiu como uma oportunidade de mercado. Ou seja, se Pato optar por jogar em um rival pela questão financeira, o clube entenderá ter feito o que era possível dentro do seu orçamento.

O receio do São Paulo é comprometer uma grande quantidade de dinheiro por um período longo sem ter uma resposta técnica imediata, principalmente após readequar seu orçamento pela queda na Copa Libertadores.

O clube do Morumbi entende ter como trunfos a vontade do próprio Pato e a menor concorrência em seu ataque em relação ao Palmeiras, que tem Borja, Deyverson e Arthur Cabral na frente.

O São Paulo sabe que financeiramente não consegue competir com o rival e da relação próxima entre o empresário André Cury e o diretor executivo Alexandre Mattos.

Mas a proposta do Tricolor também não é considerada ruim internamente. Pato sinalizou que aceitaria receber menos inicialmente para depois aumentar gradativamente seus salários, de acordo com metas alcançadas. Assim, os dois lados estariam precavidos.

Palmeiras
Mesmo com o interesse em Pato, o Palmeiras age com cautela, sem intenção de "fazer loucuras", principalmente em termos de salário. Uma ideia inicial seria um contrato até dezembro para se avaliar futuramente a possibilidade de um vínculo maior.

O Verdão tem condições de oferecer salários e luvas maiores do que as do rival tricolor. Além do maior poder financeiro, o Palmeiras tem como trunfo a ótima relação entre Cury e Mattos. O bom poder de finalização de Pato é outro motivo que torna o nome atrativo.

A comissão técnica entende que não há entre os atacantes do elenco do Palmeiras alguém com tanta tranquilidade nas tomadas de decisão cara a cara com o goleiro como Pato.

O primeiro entendimento da diretoria do Palmeiras era de que o elenco estava fechado, principalmente após o fracasso nas negociações de saídas de Borja e Deyverson para o futebol chinês. Mas o desempenho abaixo do esperado em 2019 faz o clube analisar opções para o setor ofensivo.

É de entendimento interno que Pato, convocado pelo técnico Luiz Felipe Scolari para a seleção brasileira quando atuava pelo Corinthians, em 2013, pode melhorar a média de gols do time na temporada.

Santos
O Peixe tem interesse no atacante e sinalizou valores para o estafe de Pato, mas perdeu força nos últimos dias pela questão dos atrasos nos salários do elenco. O presidente José Carlos Peres disse ter quitado o débito na última segunda-feira.

O técnico Jorge Sampaoli e o empresário André Cury têm boa relação. Mas existe uma rusga entre o presidente e o agente do jogador, fruto da negociação cancelada do volante Ronaldo, que sairia do Flamengo para o Santos em contrapartida pela venda de Bruno Henrique.

Embora haja quem considere o Santos como destino menos provável de Pato, pessoas envolvidas nas conversas não descartam completamente o Peixe.

Fonte: Globoesporte.com [!] Enviar esta notícia para um amigo 

Deixe seu comentário também em nossa Lista de Discussão ou participe do nosso Fórum.

22/02 - 21h34 » Pato brinca após gols validados em Barueri
22/02 - 21h33 » Antony: ''Honrarei esta camisa até o último jogo''
22/02 - 21h32 » "Todo mundo está conseguindo elevar o nível de atuação"
22/02 - 21h32 » Folia em Barueri!
17/02 - 22h52 » Futebol Árbitro relata na súmula reclamações de Lu...
16/02 - 00h56 » Diniz detona árbitro
16/02 - 00h55 » Raí vê São Paulo “roubado dentro casa”
16/02 - 00h53 » São Paulo e sccp empatam no Morumbi
16/02 - 00h11 » São Paulo vende Antony ao Ajax
14/02 - 21h49 » São Paulo e sccp fazem Majestoso