.
   :: História
   :: Títulos
   :: Símbolos
   :: Ídolos
   :: Esportes Amadores
   :: Lendas
 
   .: Patacoadas
   .: Entrevistas
   .: Downloads
   .: Links
   .: Charges
 
   .: A 3ª Maior do Brasil
   .: Pesquisas
   .: Feminino
   .: Mirim
   .: Famosos
   .: Eventos
   ::  Organizadas
 
 
 
 
 
A retrospectiva 2019 do São Paulo
22/12 - 22h44

A temporada de 2019 do São Paulo foi muito turbulenta. Dentro e fora de campo, o Tricolor acumulou problemas e decepções. Eliminações precoces e desempenhos frustrantes fizeram a equipe ter quatro treinadores ao longo do ano (André Jardine, Vagner Mancini, Cuca e Fernando Diniz).
Nos bastidores, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, sofreu forte pressão após o clube registrar déficit de R$ 76,5 milhões até agosto, o que culminou em um pedido de impeachment. O rombo, no entanto, pode ser de R$ 180 milhões até o final de 2019 se não houver venda de jogadores.

Mas um momento em especial deu esperanças para o torcedor: a contratação de Daniel Alves (para muitos, o maior reforço da história do clube). Uma festa de gala no Morumbi, no dia 6 de agosto, recebeu mais de 44 mil pessoas para ver o maior campeão do futebol mundial ser apresentado.

Vai e vem

O torcedor do São Paulo talvez não consiga lembrar de imediato todos jogadores que chegaram e que saíram do clube em 2019. Mas, ao todo, o Tricolor contratou 14 atletas e liberou 13. As constantes trocas de técnicos (foram quatro no total) contribuíram para o alto número de mudanças no elenco.

Chegaram: Tiago Volpi, Pablo, Léo, Hernanes, Igor Vinicius, Alexandre Pato, Tchê Tchê, Vitor Bueno, Marcos Calazans, Raniel, Juanfran, Biro Biro e Willian Farias.

Saíram: Nenê, Diego Souza, Biro Biro, Edimar, Everton Felipe, Jonatan Gómez, Rodrigo, Lucas Kal, Lucas Fernandes, Brenner, Bruno Peres, Willian Farias e Raniel.

A trágica eliminação

A queda na fase preliminar da Libertadores, para o argentino Talleres, ainda no início de fevereiro, foi um desastre para a temporada do São Paulo. Além da eliminação do torneio mais importante da América do Sul, o clube viu as previsões de receita para o ano diminuírem, tanto na questão de premiações como em bilheteria.

O técnico André Jardine não resistiu à pressão e deixou o comando da equipe. Cuca foi contratado, mas viria a assumir o elenco apenas em abril. Nesse meio tempo, Vagner Mancini foi o interino. A eliminação ficou marcada pelo episódio do "AeroLeco": 25 conselheiros viajaram com a delegação para Argentina.

Ou seja, eram mais conselheiros do que jogadores.

Vice amargo

Após 16 anos, o São Paulo, enfim, conseguiu chegar à final do Campeonato Paulista. Já sob o comando do técnico Cuca, a equipe empatou o primeiro jogo com o Corinthians por 0 a 0 e foi para o segundo precisando de um novo empate para, pelo menos, levar a decisão para os pênaltis.

Tudo ocorria dentro do esperado até os 43 minutos do segundo tempo, quando o Corinthians fez o segundo gol e desempatou o confronto que até ali estava 1 a 1 e se encaminhando para as penalidades. O São Paulo via a chance de mais um título escapar entre os dedos.

A contratação do ano

O primeiro dia de agosto ficará marcado na memória do torcedor são-paulino. Foi neste dia que Daniel Alves foi anunciado pelo São Paulo com um contrato até dezembro de 2022. No dia 6 de agosto, a festa de apresentação reuniu mais de 44 mil pessoas no Morumbi para reverenciar o maior vencedor da história do futebol mundial, com 40 títulos conquistados durante a carreira.

Dentro de campo, Daniel Alves foi contestado por parte dos torcedores por não ser tão decisivo. Entre as atuações na lateral direita e no meio de campo foram 20 jogos, dois gols e três assistências.

Dança das cadeiras

A derrota em casa para o Goiás, na 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, fez a comissão técnica sofrer mais uma grande reformulação. Cuca pediu demissão logo após o revés e, horas depois, Fernando Diniz foi anunciado. Vagner Mancini, coordenador técnico, se sentiu desprestigiado no clube por terem lhe prometido o cargo de treinador até o final do ano e também pediu demissão.

Polêmicas e prisão

Três jogadores do São Paulo causaram grandes problemas fora de campo em 2019. O primeiro deles foi o uruguaio Gonzalo Carneiro. Em meio ao Campeonato Paulista, o atacante foi pego no exame antidoping pelo uso de cocaína. Após a contraprova testar positivo, o jogador foi suspenso por dois anos de qualquer prática esportiva profissional.

Já no fim deste ano, quem se envolveu em um caso complicado com a Justiça foi Jean. Durante as suas férias, o goleiro foi acusado de agredir a esposa em hotel na Flórida e foi preso. O jogador ficou um dia detido e foi liberado sem pagar fiança, mas continuará respondendo pelo processo. O São Paulo, por sua vez, irá rescindir o contrato de Jean após as férias.

Por fim, foi a vez de Arboleda se complicar por conta de uma aposta, segundo o mesmo alegou. De férias no Equador, o zagueiro apareceu em uma foto vestindo a camisa do Palmeiras um dia antes de Jean ser preso.

A imagem não agradou em nada a torcida, que chegou a pedir a demissão de Arboleda. O clube, no entanto, não deve rescindir o contrato, mas vai aplicar uma multa e está disposto a negociar o zagueiro, caso haja propostas.

Problemas financeiros

Os problemas nas finanças do São Paulo começaram ainda em julho. Alguns jogadores sofreram com direitos de imagem atrasados por cerca de três meses. As eliminações precoces das competições e os altos salários complicaram ainda mais a situação, e o clube registrou em agosto um déficit de R$ 76,5 milhões até agosto.

Na semana passada, porém, o Conselho Deliberativo aprovou o orçamento de 2020, no qual projeta superávit de R$ 68 milhões. Por outro lado, um novo número preocupante sobre 2019: caso o São Paulo não venda jogadores até o dia 31 deste mês, o déficit pode ser de R$ 180 milhões.

Pedido de impeachment

No início de dezembro, um grupo de conselheiros do São Paulo protocolou um pedido de impeachment do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. O documento, com a assinatura de 50 membros do Conselho Deliberativo, alegava estouro no orçamento por parte do presidente durante seu mandato e contratos firmados sem o aval prévio do Conselho.

A diretoria do São Paulo, porém, considerou o pedido inconsistente por gestão temerária e usa como argumento o fato de o ano fiscal não ter sido fechado. O que eles querem dizer com isso é que, mesmo que o orçamento esteja nesse momento estourado, como alega o requerimento, isso só pode ser analisado depois de 31 de dezembro de 2019. A análise ficou para 2020.

Caso não venda jogadores até o último dia do ano, o São Paulo pode terminar 2019 com um déficit de R$ 180 milhões.

Hacker aqui

No fim de novembro, conselheiros do São Paulo receberam três e-mails exigindo o pagamento de R$ 1 milhão. Caso contrário, o autor das mensagens, que se identificou como "Edward Lorenz", ameaçava divulgar arquivos confidenciais.

Nas mensagens, todas elas com "Bastidores do Poder" como assunto, a pessoa que se identifica como "Edward Lorenz" – o nome do meteorologista que criou a tese do "Efeito Borboleta" na Teoria do Caos, morto em 2008 – ameaçava expôr diretoria, conselheiros, atletas e até ex-atletas do São Paulo com documentos.

O clube acionou a Polícia Civil e o caso é investigado. Internamente, o clube também trabalha para identificar o autor das mensagens.

O alento

A penúltima rodada do Campeonato Brasileiro deu um alento para o ano conturbado do São Paulo. A equipe comandada por Fernando Diniz venceu o Internacional por 2 a 1 e garantiu vaga direta para a próxima edição da Libertadores, mesmo terminando na sexta colocação.

Isso só foi possível porque o campeão Flamengo tambéma Libertadores e abriu mais uma vaga para a competição. O Athletico-PR, por sua vez, foi campeão da Copa do Brasil e terminou em quinto, e com isso outra vaga foi aberta, beneficiando assim o São Paulo.

Renovação

Após sofrer muita pressão por parte de conselheiros e da torcida, Raí teve o contrato como executivo de futebol renovado pelo São Paulo. Antes disso, Leco considerou a troca de Raí por Carlos Belmonte Sobrinho, líder no projeto de basquete profissional do clube e que seria um conselheiro não remunerado no departamento. Mas o presidente depois voltou atrás na intenção de fazer uma troca e permaneceu com Raí.

Ídolo como jogador, ele recebe muita críticas no cargo de diretor. As contratações de alguns jogadores, as mudanças constantes de técnicos e a falta de convicção em tomadas de decisões minaram a trajetória de Raí no clube. Em 2020, pode ser a última chance do ex-jogador "fazer as pazes" com o torcedor.

Reestruturação

Em junho, o coordenador de preparação física Carlinhos Neves pediu demissão do cargo por entender que as suas ideias já não se encaixavam com as dos demais profissionais do clube. Essa foi a terceira passagem de Carlinhos Neves pelo São Paulo. Antes ele foi do clube de 1999 a 2000, e de 2003 a 2010.

Ao término do Brasileirão, mais mudanças na comissão técnica. O clube demitiu quatro integrantes, contratou um profissional do Santos e vai trocar a metodologia de trabalho para 2020. O Tricolor passará a ter uma nova "área de saúde".

Fonte: Globoesporte.com [!] Enviar esta notícia para um amigo 

Deixe seu comentário também em nossa Lista de Discussão ou participe do nosso Fórum.

27/01 - 00h25 » "Estamos dando uma cara ao time"
26/01 - 19h54 » V. Bueno nega eficácia do Palmeiras
26/01 - 19h49 » Após 0 a 0, São Paulo chega a 10 jogos sem vencer o Sep
26/01 - 19h46 » Hernanes diz que clima seco atrapalhou o time
26/01 - 19h31 » Sep e São Paulo ficam no 0 a 0
26/01 - 00h38 » Tricolor encara o sep em Araraquara
26/01 - 00h29 » 90 anos de São Paulo Futebol Clube
25/01 - 20h06 » Tchê Tchê fala sobre nova função
25/01 - 20h01 » Diniz se apoia em vídeos antes de encarar o sep
23/01 - 01h04 » Vitor Bueno espera São Paulo mais efetivo
23/01 - 01h00 » Diniz aprova estreia do São Paulo
23/01 - 00h55 » São Paulo resolve no 1º tempo e vence na estreia
21/01 - 21h44 » São Paulo inicia temporada diante do Água Santa
21/01 - 21h42 » São Paulo inscreve 22 jogadores para o Paulistão
21/01 - 10h55 » São Paulo busca reverter marca negativa dos últimos ...
19/01 - 00h56 » Oeste elimina o São Paulo
16/01 - 23h56 » Pato sobre 2020: “Quero fazer dele um dos melhores a...
16/01 - 23h52 » São Paulo vence o Coritiba e garante vaga nas quarta...
15/01 - 00h58 » Com São Paulo, FPF define tabela de quinta-feira da ...
13/01 - 23h12 » São Paulo duela com Santa Cruz por vaga nas oitavas ...
13/01 - 21h56 » São Paulo multa Arboleda por ter vestido camisa do P...
13/01 - 21h53 » Com lesão de Walce, São Paulo pode pedir retorno do ...
13/01 - 21h44 » Volpi destaca pré-temporada em Cotia
13/01 - 21h44 » Gabriel Sara sofre fratura e passará por cirurgia
13/01 - 21h43 » Nota oficial
07/01 - 23h34 » Tricolor goleia o Palmeira-RN na segunda rodada da C...
07/01 - 13h36 » Após estreia decepcionante, São Paulo busca primeira...
07/01 - 13h32 » Torcida do Ceará faz campanha na internet contra a c...
06/01 - 22h03 » Janeiro: estreia, clássico e interior
06/01 - 00h12 » Elenco se reapresenta na próxima quarta-feira
04/01 - 18h07 » Tricolor estreia na Copinha com empate diante do Ope...
04/01 - 14h40 » Saída de Jean do São Paulo abre espaço para o goleir...
04/01 - 14h38 » Emprestado pelo São Paulo, Gabriel Novaes tem propos...
04/01 - 14h33 » Atual campeão, São Paulo encara o Operário-PR
04/01 - 14h24 » Vem aí a temporada 2020
25/12 - 03h12 » São Paulo precisa cortar R$ 40 milhões do futebol
25/12 - 03h01 » Pato, do São Paulo, treina nas férias
25/12 - 02h59 » Tricolor acerta contratação de Volpi
25/12 - 02h58 » Tabela do Tricolor no Grupo D da Libertadores 2020
22/12 - 22h45 » Do que o São Paulo precisa para comprar Volpi

Digite o conteúdo a ser buscado nas notícias do site:
• Copyright 2003 - Todos os direitos reservados a Tricolormania •
   :: Patrimônio
   :: Elenco
   .: Tabelas
   .: Notícias
   .: Voz do Presidente
   .: Fotos Exclusivas
   .: Vídeos Exclusivos
   .: Gesp
 
   .: Quem Somos
   .: Ideais
   .: Manifestos
   .: Equipe
   .: Juris-Tricolor
   .: Ação Social
   .: Loja Virtual
   .: Página Inicial